top of page

Conjuntura – 18/02/2023 Por Ranulfo Peloso

Na sociedade atuam, se relacionam e disputam um conjunto de atores na economia, na política, na cultura, igrejas e organizações sociais. Analisar é separar cada setor e ver sua fala e ações que revelam suas ideias e interesses.

A dificuldade de analisar é ter fonte segura de informação. Em geral, as fontes divulgam o que favorece o interesse do seu grupo e não a raiz dos fatos. Com sensacionalismo, tentam conquistar a opinião pública e atrair apoiadores e consumidores.

Muitos grupos populares repetem o que a grande imprensa divulga e não dizem o que o povo faz e pensa. Assim, a noticia dá a visão do caçador e nunca da caça. A notícia popular é contar para a sociedade os esforços que o povo faz para ser livre.

Dia internacional das mulheres

No início, homens e mulheres se tratavam como iguais. A diferença de sexo e de tarefas não gerava discriminação. Mas, homens se tornaram chefes e incutiram a ideia que mulher é inferior e criada do macho. As mulheres sempre resistiram à toda opressão. O Dia Internacional da mulher celebra as conquistas e a luta por uma sociedade com relações de equidade entre os humanos. Os diretos da classe trabalhadora não vêm por dever de justiça; é preciso sempre muita luta para conquista-los.

Pacto nacional

O campo popular sozinho não venceria a força do fascismo nas eleições de 2022. Teve que fazer a Frente Ampla, mesmo sabendo que “acordo entre lobo e cordeiro é uma conversa para ver como será a jantaa”.

Logo após as eleições, grandes setores da economia, governos estrangeiros e grande mídia pressionaram por ministérios e cargos de maior peso. Queriam e querem um governo que sirva a seus interesses. O governo se sustentará e será popular se a classe que trabalha entrar na briga e disputar as politicas públicas.

Anistia Não! Justiça.

A extrema direita tentou dar um golpe e fez uma bagunça no dia 08 de janeiro. Agora, há bolsonaristas no Congresso propondo um projeto para perdoar os terroristas. O Barão de Itararé dizia que “anistia é uma lei que os ditadores fazem para perdoar os crimes que cometeram contra o povo”. O povo não quer vingança, quer que o Estado Brasileiro prenda, processe e cobre o prejuízo causado por quem executou, tramou, estimulou, dirigiu e financiou golpe pensado pelos fascistas.

20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Sobre a conjuntura - 21/04/2023, Por Ranulfo Peloso

Cem dias de LULA Ao analisar a conjuntura, não se pode ser otimista, nem pessimista, mas realista. Pois, a realidade não está pronta: tudo pode ser construído, desconstruído ou reconstruído. O que mov

Comments


bottom of page