top of page

Sobre a Conjuntura – 13/03/2023 Por Ranulfo Peloso

A história de toda sociedade, até hoje, é a história de lutas de classes. Quando se analisa as forças que disputam na sociedade vemos que existem as forças sociais e as forças políticas. Elas são diferentes uma da outra.

Força social se refere ao modo como está organizada a estrutura da sociedade dividida em classes. Na comparação de forças sociais, no capitalismo, o peso dos explorados é maior que o peso dos exploradores.

Força política é a força real de uma classe. Hoje, a força política dos exploradores é bem maior que a força política dos trabalhadores. Os capitalistas influenciam nas ideias, no poder e na organização da sociedade, conforme seus interesses.


Amazônia - Temário dos próximos debates

A história da Amazônia tem sido a história de sua exploração. A elite não chega aqui para desenvolver a região. Vê nossa região como um "depósito" de onde extrair matéria-prima: madeira, minérios, energia, biodiversidade...

Na atualidade, a Amazônia se torna centro da atenção mundial por causa de interesses internacionais. É a nova colonização para garantir uma reserva estratégica que garanta a continuidade do sistema de exploração capitalista.

Os exploradores perceberam que recursos naturais são finitos. Ao esgotar a natureza esgota também o planeta. Disputar tais recursos (água, minérios, energia, biodiversidade) é salvar a humanidade e o sistema atual.

Embora haja grupos com boas intenções, o tema da mudança climática não é centrado na vida e na solidariedade com os povos locais. A centralidade é no capitalismo verde: como extrair lucro não desmatando, desenvolvendo a indústria farmacêutica e outras possibilidades.

Aproveitando a justa preocupação de evitar a poluição, o capital pensa em nova produção, instalação de parques industriais, com aproveitamento da mão de obra abundante. O objetivo é não perder o controle das forças produtivas. Para isso, vão ofertar ou reter fundos, apoiar iniciativas, investir em sistemas de vigilância, influir na escolha de candidatos e processos eletivos. No limite, não hesitarão, inclusive, em desembarque de tropas.

O desafio da luta popular que pensa no desenvolvimento como bem-estar da população, é "surfar nessa onda" e orientá-la para fortalecer a luta pela construção de um mundo solidário, com meio-ambiente sadio. Sem destruição.

18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Sobre a conjuntura - 21/04/2023, Por Ranulfo Peloso

Cem dias de LULA Ao analisar a conjuntura, não se pode ser otimista, nem pessimista, mas realista. Pois, a realidade não está pronta: tudo pode ser construído, desconstruído ou reconstruído. O que mov

コメント


bottom of page